Central Integrada de Atendimento: 27 3062.2282
banner

Síndrome do Túnel do Carpo

A síndrome do túnel do carpo (STC) é uma doença provocada pelo aumento da pressão sobre um nervo (mediano) no punho. Os sintomas incluem dormência, formigamento e dor no braço, mão e dedos. Há um espaço estreito no punho chamado túnel do carpo onde o nervo mediano e nove tendões flexores passam do antebraço para a mão. Quando há aumento do conteúdo no túnel do carpo, que é um espaço apertado, ou quando há estreitamento do túnel, o nervo mediano pode ser comprimido a levar aos sintomas da doença.

Geralmente a causa da STC é desconhecida. A pressão sobre o nervo pode acontecer de várias maneiras: inchaço do revestimento dos tendões flexores (tenossinovite), luxações, fraturas e artrite são algumas causas. Durante a gravidez por exemplo, líquidos são mais retidos, favorecendo tenossinovites e sindrome do túnel do carpo. Doenças da tireóide, artrite reumatóide e diabetes também podem estar associadas à STC, podendo haver uma combinação de causas.

Os sintomas da síndrome do túnel do carpo geralmente são dor, dormência, formigamento, ou uma combinação dos três. A dormência ou formigamento na maioria das vezes ocorre no polegar, indicador, dedo médio e anular. Os sintomas geralmente são sentidos durante a noite, mas também podem ser notados durante as atividades manuais diárias e ocasionalmente há tendência à queda de objetos. Em casos graves, a sensibilidade pode ficar comprometida para sempre e músculos da mão podem permanecer atrofiados, levando a dificuldade com a pinça do polegar.

O diagnostico é iminentemente clínico, através da anamnese e do exame físico. A eletroneuromiografia, pode trazer informações importantes, apesar de ser um exame um pouco desconfortável. Exames de imagem como radiografias, ultrassonografias e ressonância magnética podem ser necessários também.

Os sintomas podem ser aliviados sem a necessidade de cirurgia em muitos casos. O uso de órtese noturna pode ser benéfico, bem como o tratamento com terapia da mão ou fisioterapia, medicações de uso oral e infiltrações.

Quando os sintomas são severos ou não melhoraram com outros métodos, o tratamento cirúrgico pode ser necessário para abrir espaço para o nervo mediano. A parte de cima do túnel do carpo é composta por um ligamento espesso (retináculo dos flexores) e a cirurgia consiste em seccionar este retináculo, abrindo então espaço para o nervo e os tendões que estão próximos. Diversas técnicas foram desenvolvidas mas todas têm basicamente este mesmo propósito. Elas devem respeitar particularidades anatômicas da mão, para que nenhum nervo ou vaso seja seccionado, já que estruturas importantes estão próximas. O pós operatório geralmente é tranquilo e os sintomas desaparecem imediatamente, mas como já foi dito, nos casos mais graves, parte dos sintomas e a atrofia da mão podem persistir após o tratamento cirúrgico.7642912_1_orig

Compartilhe nas redes:

  • Logo Facebook
  • Logo Twitter