Central Integrada de Atendimento: 27 3062.2282
banner

Paraplégico e Tetraplégico: o avança da medicina em prol do tratamento da lesão medular

Já é bastante difundido no meio social os agravos sociais provocados por uma lesão neurológica ou medular. A incapacitação provocada por essa fatalidade traz não só uma sequela pessoal, mas também um grande problema de saúde pública. Neste contexto, inserem-se as campanhas preventivas como a proposta mais efetiva quanto ao seu custo-benefício.

Agora, o indivíduo que destinou-se à esta lesão alimenta uma crescente esperança quanto as inovações apresentadas exponencialmente e amplamente difundidas pelas mídias como verdadeiros milagres na recuperação da deficiência adquirida em virtude da incapacitação neurológica motora e sensitiva.

Apesar de todo esse alarde sempre marcante no momento em que se apresenta uma terapia revolucionária, são poucas as inovações que realmente se mostraram efetivas na regeneração neurológica ou, em outro aspecto, no controle da evolução da lesão. Dentre as novas drogas neuromoduladoras destaca-se o Sygen, classe dos gangliosídeos que já em fases avançadas de aplicação clínica demonstrou ser extremamente efetivo na formação e crescimento de neuritos in vitro, apresentando eficácia quando iniciado em até 48 horas da lesão. Este novo fármaco, com estudos iniciados há mais de 10 anos, começa a ganhar seu espaço na prática médica em substituição da já defasada Metilprednisolona.

A terapia celular, a partir das células troncos, ainda permanece uma incógnita como proposta de tratamento para o paciente lesado medular. Estudos recentes multicêntricos norte-americanos ainda não determinaram o verdadeiro potencial dessa intervenção, mantendo limitações a sua aplicação clínica pelos riscos incertos, sequelas possíveis associadas e pouco progresso tecnológico das pesquisas nos últimos anos.

Temos progresso no tratamento das lesões medulares, apesar de lento. O importante é que sejam aplicadas na prática apenas medidas seguras, não deixando-nos levar pelo imediatismo das inovações muitas vezes lançadas na mídia sem o devido reconhecimento do benefício efetivo.

Compartilhe nas redes:

  • Logo Facebook
  • Logo Twitter